News > Kabuki-Japão é o tema da nova coleção de Sandro Barros

Kabuki-Japão é o tema da nova coleção de Sandro Barros
Kabuki-Japão é o tema da nova coleção de Sandro Barros

SÃO PAULO - Os figurinos, os personagens, as cores, a delicadeza e a paixão do teatro Kabuki formam o ponto de partida da inspiração da coleção outono/ inverno 2015 do Atelier Sandro Barros, que será lançada com brunch para imprensa e convidados nesta quinta-feira, 12 de março.  
 
Em viagem recente ao Japão, Sandro mergulhou em diversos elementos da cultura local que remetem a sua infância no interior de São Paulo. “A colônia japonesa é muito forte na minha cidade natal e na minha própria família. Eu era tão fascinando pelo país que comecei a estudar japonês na adolescência”, conta o estilista. As recentes exposições sobre o gravurista Hokusai, sucesso de público no Grand Palais, de Paris, e Kimonos, no Metropolitan de Nova York, o instigaram a se debruçar ainda mais sobre o tema. “O Japão é uma cultura fascinante. Ao mesmo tempo que age na contemporaneidade em bairros como Ginza e Omotesando, em Tóquio, preserva sua história milenar nos templos de Kyoto e no teatro Kabuki, que permanece lotado há séculos”.
 
Ao mesmo tempo em que evoca diferentes aspectos da cultura japonesa, como os bambuzais, os dragões, as gueixas, as porcelanas Imari, as flores de cerejeira, as folhas de momiji e os templos xintoístas, em forma de bordados preciosos em linha, cristais e paetês, silhuetas mais retas e tubulares, vestidos-obi e estampas delicadas, a coleção faz referência ao Japão que se conecta ao mundo depois da Era Meiji. “Pensei na febre do japonismo da segunda metade do século XIX, que levou a moda ocidental a libertar a silhueta feminina. Worth, Poiret e até Chanel foram influenciados por esse movimento para abolirem os espartilhos e deixarem as mulheres com mais liberdade de movimento”, diz Sandro. Até as tatuagens da Yakuza, a temida máfia japonesa, e os grafites dos muros de Harajuku e Roppongi, bairros com pegada mais street de Tóquio, estão presentes. “As tattoos bebem totalmente na fonte do teatro Kabuki”, conta o estilista.
 
Os tecidos clássicos da alta costura como zibeline, mousseline, tule ilusione, organza, crepe e veludo dividem as araras com lamês ouro, veludos devorês e rendas guipure e chantilly. Os tecidos estampados são exclusivos de cada modelo, garantindo o uso de uma única cliente. As cores mais trabalhadas foram o vermelho, marinho, rosa claro, nude, dourado e a combinação azul com branco, amarelo com turquesa e preto com branco ou com dourado.
 
A coleção foi fotografada por Peu Campos, o cenário foi criado com materiais Celina Dias, 100% eventos e Vic Meirelles. A modelo Debora Wagatsuma (Ford) foi maquiada por Jr Mendes e usou jóias Izabel Esteves, Silvia Furmanovich, Amsterdam Sauer e Ara Vartanian. Acessórios Alexandre Birman, Isla, Serpui Marie, Glorinha Paranaguá e Cris Senna completam o styling.
O brunch terá assinatura de Luiza Zaidan, bebida Moët & Chandon, bolo Isabela Suplicy, doces Danielle Andrade, Le Délice, Pati Piva e Conceição Bem Casados, que aproveita para lançar sua parceria com os sorvetes Diletto. A decoração contará com peças Dona Filipa, Armando Camarão e Celina Dias.